• Soluções Jurídicas
  • Direito Cooperativista
  • Direito do Consumidor
  • Direito Previdenciário
  • Direito Empresarial
  • Cuiabá - Mato Grosso
 
  Terça-Feira, 28/06/2022
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição e especial
03/11/11 - 10:00
Por: IAPREV

Antes da Lei 9.876, de 26.11.1999, o salário-de-benefício era calculado com  base na média aritmética simples dos últimos 36 meses, apurados em período não-superior a 48 meses.

Após a publicação da lei acima, as aposentadorias passaram a ser calculadas com base na média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a 80% do que contribuído desde julho/1994 até a data do pedido de aposentadoria. Ou seja: o INSS vai pegar todas as contribuições que o segurado fez desde julho/1994 até a data do requerimento da aposentadoria; vai fazer a correção monetária de todas as contribuições; vai descartar as 20% menores contribuições desse período e vai fazer a média aritmética simples das 80% maiores contribuições.

Feito o cálculo indicado na letra “b”, o INSS deve:

  • Aplicar o fator previdenciário, se for concedida a aposentadoria por tempo de contribuição.
  • Não há aplicação do fator previdenciário na aposentadoria especial.
  • No caso de aposentadoria por tempo de contribuição proporcional, o INSS irá aplicar o percentual correspondente ao tempo de contribuição apurado.

Observações:

  • Para efeito de realização desses cálculos, são utilizadas as informações que estão no “sistema” do INSS, assim, caso o segurado discorde dos valores, deve apresentar os documentos que comprovam as contribuições reais.
  • A lei estabeleceu que deve compor a base de cálculo as contribuições efetuadas desde julho/1994, porque nessa data entrou em vigor a moeda nacional “Real”. Provavelmente, o legislador procurou facilitar os cálculos dos benefícios.
Conteúdo relacionado
18/12/17 - Turma reconhece dano material decorrente de incapacidade parcial para o trabalho
13/12/17 - Reforma Trabalhista - Principais mudanças
28/11/17 12:00 - Tribunal inocenta empresa de acidente com fiação elétrica que deixou trabalhador com sequela
01/06/17 10:00 - Turma reverte relação de emprego declarada entre motorista e Uber
25/04/17 08:00 - Tribunais começam a suspender passaporte de devedor
11/04/17 12:00 - Viúva que recebeu corpo de marido em decomposição será indenizada
06/12/16 12:00 - Sem dupla visita, auto de infração contra pequena empresa é nulo
21/09/16 12:00 - TJ condena banco por enviar cartão de crédito sem solicitação
 
Quem Somos
Advogados
Áreas de Atuação
Imprensa
Localização
Parceiros
Contato
Notícias
Artigos
Modelos de Documentos
Galeria de Vídeos
Galeria de Fotos
Links Úteis
Telefones Úteis
Conheça Mato Grosso

 

     


Todos os Direitos Reservados - 2014
Martins & Mello Advogados - Cuiabá - Mato Grosso